Mostrar conteúdo / índice / pesquisar

Guia Geral (Configurações do Secure Shell)

Como fazer

As opções são:

 

Número da porta

Especifica a porta para conectar-se ao servidor. O padrão é 22, a porta padrão para as conexões Secure Shell.

 

Protocolo

Especifica qual versão do protocolo do Secure Shell o Reflection utiliza ao estabelecer uma conexão ao host. O valor mais seguro para essa configuração é 2 somente.

 

Autenticação do usuário

Clique na caixa ao lado de qualquer método de autenticação para desmarcar ou marcar. Você deve selecionar pelo menos um método de autenticação. Para as conexões do protocolo 2, você pode usar as setas para especificar sua ordem de preferência. O Reflection tenta executar cada método na ordem, começando de cima.

 

Conexão Keep alive no servidor

Quando Conexão Keep alive no servidor for selecionado, o Reflection envia mensagens NOOP ao servidor através do túnel seguro no intervalo especificado. Use esta configuração para manter a conexão ao servidor. Use Intervalo para especificar com que frequência as mensagens de ativação do servidor são enviadas. Se essa configuração não estiver ativada, a conexão Secure Shell não terminará se o servidor for desativado ou se a conexão de rede for perdida. Essa configuração também pode ser usada para manter as conexões que somente encaminham sessões de TCP depois do tempo esgotado pelo servidor, porque o servidor pode esgotar seu tempo porque não detecta nenhum tráfego de SSH.

A configuração Conexão Keep alive no servidor do Secure Shell não é relacionada à configuração de manter o TCP ativo que pode ser definida no registro do Windows, para impedir que todas as conexões tenham o seu tempo esgotado pelo firewall. Para alterar o comportamento de manter ativo o TCP/IP, você precisa editar o registro do Windows.

 

Habilitar compactação

Quando Habilitar compactação é selecionado, o cliente solicita a compactação de todos os dados. A compactação é desejável nas linhas de modem e outras conexões lentas, mas somente tornaá mais lenta a taxa de resposta em redes rápidas. A configuração do nível de compactação somente está disponível para a versão 1 do protocolo e não tem nenhum efeito nas conexões da versão 2.

 

Reutilizar conexão existente, se disponível

Por padrão, sessões múltiplas do mesmo host reutilizam a conexão Secure Shell original e por isso não exigem a reautenticação. Se você desmarcar Reutilizar conexão existente, se disponível, o Reflection estabelece uma nova conexão para cada sessão, o que significa que cada nova conexão repete o processo de autenticação.

 

Nível de registro

Determina quantas informações são gravadas no arquivo de log do Secure Shell.

Notas

  • As definições que você configura nesta caixa de diálogo são salvas no arquivo de configuração do Secure Shell. Você também pode definir as configurações do Secure Shell editando esse arquivo manualmente em qualquer editor de texto.
  • Dentro do arquivo de configuração, essas definições são salvas para o esquema de configuração SSH atualmente especificado.

Tópicos relacionados

Guia Criptografia (Configurações do Secure Shell)

Guia Chaves do usuário (Configurações do Secure Shell)

Guia Chaves do host (Configurações do Secure Shell)

Guia Encapsulamento (Configurações do Secure Shell)

Guia Dados do host (Configurações do Secure Shell)